CRIAR

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Sugestão de Leitura "A Noite de Natal"



O amigo

Era uma vez uma casa pintada de amarelo com um jardim à volta.
No jardim havia tílias, bétulas, um cedro muito antigo, uma cerejeira e dois plátanos. Era debaixo do cedro que Joana brincava. Com musgo e ervas e paus fazia muitas casas pequenas encostadas ao grande tronco escuro. Depois imaginava os anõezinhos que, se existissem, poderiam morar naquelas casas. E fazia uma casa maior e mais complicada para o rei dos anões.
Joana não tinha irmãos e brincava sozinha. Mas de vez em quando vinham brincar os dois primos ou outros meninos. E, às vezes, ela ia a uma festa. Mas esses meninos a casa de quem ela ia e que vinham a sua casa não eram realmente amigos: eram visitas. Faziam troça das suas casas de musgo e maçavam-se imenso no seu jardim.
E Joana tinha muita pena de não saber brincar com os outros meninos. Só sabia estar sozinha.
Mas um dia encontrou um amigo. Foi numa manhã de Outubro.
Joana estava encarrapitada no muro. E passou pela rua um garoto. Estava todo vestido de remendos e os seus olhos brilhavam como duas estrelas. Caminhava devagar pela beira do passeio sorrindo às folhas do Outono. O coração de Joana deu um pulo na garganta.
— Ah! — disse ela. E pensou:
«Parece um amigo. É exactamente igual a um amigo.» E do alto do muro chamou-o:
— Bom dia!
O garoto voltou a cabeça, sorriu e respondeu:
— Bom dia!
Ficaram os dois um momento calados.
Depois Joana perguntou:
— Como é que te chamas?
— Manuel — respondeu o garoto.
— Eu chamo-me Joana.
E de novo entre os dois, leve e aéreo, passou um silêncio. Ouviu-se tocar ao longe o sino de uma quinta. Até que o garoto disse:
— O teu jardim é muito bonito.
— É, vem ver.
Joana desceu do muro e foi abrir o portão.
E foram os dois pelo jardim fora. O rapazinho olhava uma por uma cada coisa. Joana mostrou-lhe o tanque e os peixes vermelhos. Mostrou-lhe o pomar, as laranjeiras e a horta. E chamou os cães para ele os conhecer. E mostrou-lhe a casa da lenha onde dormia um gato. E mostrou-lhe todas as árvores e as relvas e as flores.
— É lindo, é lindo — dizia o rapazinho gravemente. — Aqui — disse Joana — é o cedro. É aqui que eu brinco. E sentaram-se sob a sombra redonda do cedro.
A luz da manhã rodeava o jardim: tudo estava cheio de paz e de frescura. Às vezes do alto de uma tília caía uma folha amarela que dava voltas no ar.
Joana foi buscar pedras, paus e musgo e começaram os dois a construir a casa do rei dos anões.
Brincaram assim durante muito tempo.
Até que ao longe apitou uma fábrica.
— Meio-dia — disse o garoto — tenho de me ir embora.
— Onde é que tu moras?
— Além nos pinhais.
— É lá a tua casa?
— É, mas não é bem uma casa.
— Então?
— O meu pai está no céu. Por isso somos muito pobres. A minha mãe trabalha todo o dia mas não temos dinheiro para ter uma casa.
— Mas à noite onde é que dormes?
— O dono dos pinhais tem uma cabana onde de noite dormem uma vaca e um burro. E por esmola dá-me licença de dormir ali também.
— E onde é que brincas?
— Brinco em toda a parte. Dantes morávamos no centro da cidade e eu brincava no passeio e nas valetas. Brincava com latas vazias, com jornais velhos, com trapos e com pedras. Agora brinco no pinhal e na estrada. Brinco com as ervas, com os animais e com as flores. Pode-se brincar em toda a parte.
— Mas eu não posso sair deste jardim. Volta amanhã para brincar comigo.
E daí em diante todas as manhãs o rapazinho passava pela rua. Joana esperava-o empoleirada em cima do muro.
Abria-lhe a porta e iam os dois sentar-se sob a sombra redonda do cedro.
E foi assim que Joana encontrou um amigo.
Era um amigo maravilhoso. As flores voltavam as suas corolas quando ele passava, a luz era mais brilhante em seu redor e os pássaros vinham comer na palma das suas mãos as migalhas de pão que Joana ia buscar à cozinha.

A festa

Passaram muitos dias, passaram muitas semanas até que chegou o Natal.
(...)

A Noite de Natal (adaptado) de Sophia de Mello Breyner Andresen




E depois o que se passou? Como viveram o Natal estes dois amigos? Juntos? Separados?
Algo de especial terá acontecido?

Este livro existe na nossa biblioteca, muito quietinho na estante.

Gostavamos  muito que o lessem  e que depois fizessem um comentário!


Vamos a isso!...
Comentários no blogue!







Sugestão de leitura

Tubarão na banheira

Sinopse

“David Machado juntou-se ao ilustrador Paulo Galindro no seu novo livro infantil. Uma dupla de jovens criadores que nas palavras de Carla Maia de Almeida, jornalista da revista LER, «ainda dará muito que falar». Com um ilustrador diferente em cada novo livro, David Machado apresenta um estilo ecléctico, diversificado e original. De história em história, a imaginação vai mais além e agora é tão inusitada que imagine-se, um dos protagonistas é um tubarão que entra dentro de casa e dorme numa banheira. Mas este tubarão mais ou menos bem comportado também anda de carro e vai à escola. Parece mentira? Só para quem não acredita no poder dos pensamentos. O Tubarão na Banheira é um livro de grande encanto, ao qual não faltou inspiração literária e criativa. ”
Através da WOOK

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Serão de Contos


A Margarida Fonseca Santos e a Rita Vilela deliciaram o público que esteve presente no Serão de Contos, no último dia 23 de Novembro, pelas 18h.

A equipa da BE agradece à  professora Teresa Alface que viabilizou este encontro e apresentou as convidadas e à  Direcção que acarinhou este evento.

Os contos "Brincar com coisas sérias" e "Histórias para contar consigo" foram as metáforas do nosso contentamento.




















quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Mês Internacional da Biblioteca Escolar



.

.

Não deixámos os alunos de 6º , 7º 8º , 9º anos e CEF2  a ver passar o Mês...
Vieram todos, mesmo todos receber o guião do utilizador, abrir o blogue e visitar o Facebook. Já sabem que a BE está aberta às redes sociais.
Parece que vamos adicionar muitos amigos...
Alguns tomaram contacto com os livros de José Jorge Letria.
O Clube de Leitura dinamizado pela professora bibliotecária e pela professora Graça Freitas recebeu muita gente e apresentou os livros "A Minha Primeira República", "O dia em que mataram o Rei" e "O herói da Rotunda" com guiões de exploração.
Os alunos adoram pesquisar na Net.

Mês Internacional da Biblioteca Escolar

.

Todas as  turmas de 5º ano visitaram a BE.
Conheceram as várias zonas funcionais, a equipa, as cores da classificação CDU, os seus direitos e deveres como utilizadores.
Receberam um guião de utilizador e um marcador com as cores da CDU.

"Histórias partidas" foi uma partida que lhes pregámos!
Mas todos os alunos e professores se divertiram.


Mês Internacional da Biblioteca Escolar


Durante o mês de Outubro comemora-se o Mês Internacional da Biblioteca Escolar. As turmas vão ser convidadas a visitar o CRIAr que as espera com actividades novas e divertidas.



As escolas do Agrupamento,  EB1/JI da Azeda, EB1 nº8 e EB1 das Areias tiveram na passada  semana a presença da professora bibliotecária para dinamizar os eventos.



Comemoração do Centenário da República



Os 100 anos da República foram comemorados na BE com uma exposição  de painéis sobre a 1ª República, cedidos pela A.M.R.S.
A professora bibliotecária e a professora Angelina Soares receberam um membro da URAP e o director da revista Vértice, Manuel Augusto Araújo, que fizeram a apresentação da exposição aos alunos do 9ºC.

A subcoordenadora do Departamento de Ciências Humanas e Sociais e elemento da equipa da BE, organizou e montou uma exposição subordinada ao tema "Centenário da República" que irá ser visitada por todos os alunos de 6º ano.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Ano novo, vida nova


Foi  com alegria que iniciámos este novo ano lectivo.


As turmas de 5º ano foram recebidas na BE com um jogo e um livro oferecido a cada aluno pelo PNL.


segunda-feira, 31 de maio de 2010

Semana das Línguas Estrangeiras





Está a decorrer a Semana das Línguas Estrangeiras.
Há uma exposição no C.R.I.Ar, dramatizações, realização de jogos...






E noutros espaços também vão decorrer surpresas - no Bar dos Alunos e nas escadas do Refeitório.
Vejam o Programa das Festas e o Menu da Semana.

O Jornal

.
O 7º A, C e E vieram ao C.R.I.Ar para analisarem vários  jornais e preencherem uma ficha roteiro sobre a 1ª página.


Esta foi mais uma actividade em que a professora Filipa Capela aproveitou as potencialidades da B.E.


.