CRIAR

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Bom 2014












Ler muito!

Só precisamos de uma pitada de imaginação! O resto está nos livros que lemos!

Leituras


Aproveitem estes dias para ler muito!




Bom Ano





A equipa da biblioteca deseja a todos os leitores e utilizadores um Bom Ano de 2014!

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013


Inscrevam-se na biblioteca!
Há clubes já iniciados, outros à espera de inscrições!
Ler é sonhar ainda tem outra hipótese de horário: 5ª feira às 14h15!







sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Nelson Mandela

Nelson Mandela


    Foi um chefe, um líder do seu povo e o primeiro presidente negro  da África do Sul.

Esteve preso durante 27 anos por tentar acabar com o governo a favor “Apartheid”.

    Depois de deixar a prisão, lutou pelos direitos humanos e por um futuro melhor para o seu país. 

Nelson Mandela nasceu em  1918. Esteve na prisão de 1962 até 1990. Tornou-se Presidente da África do Sul em  1994, e retirou-se em  1999. Tornou-se famoso pela sua longa luta  contra governos racistas e um herói para as pessoas de todo o  mundo. Como presidente da África do Sul, ele é respeitado pela sua coragem e pelo seu desejo de trazer paz ao mundo.

       História do país



A maioria dos sul africanos são negros.  Há também pessoas de origem europeia e asiática e mestiços.
       Os holandeses criaram uma colónia branca na África do Sul, em 1652 .

       Mais tarde, os colonos  ingleses chegaram.  Os lavradores holandeses chamavam-se a si próprios 'Boers‘ ( uma palavra holandesa que significa donos de quintas, lavradores). Falavam uma língua  chamada  Afrikaans. A maior parte dos outros  colonos falavam  inglês. Os negros falavam as línguas Bantu tais como o isiNdebele e o  isiZulu.

Os ingleses conquistaram a colónia holandesa em  1815. A África do Sul tornou-se parte do Império Britânico. foi encontrado ouro,  em  1886. Com ouro e boas terras, o país era rico.

         Mas não era pacífico. Brancos e negros lutavam pela terra. Havia guerras entre   Boers  e ingleses. Os Boers queriam o seu próprio país. 

Durante a infância e juventude de  Mandela, os negros não tinham uma palavra a dizer. O governo era constituído só por brancos. A maior parte dos negros eram pobres. Trabalhavam como escravos, nas quintas, nas fábricas e nas minas de ouro. 
Em 1944, Nelson Mandela juntou-se ao Congresso Nacional Africano, o  ANC. O ANC pretendia que os negros sul africanos tivessem os mesmos direitos humanos que os brancos.
         Em 1948, o governo sul africano fez novas leis para  dividir (apart) negros e brancos. white. Este novo re gime foi chamado de 'apartheid'.
  •            O que era o  apartheid?
Apartheid (quer dizer  A-PART-HITE) ou seja, forçava  brancos e não brancos a viverem em áreas separadas. Pessoas não brancas  queria dizer negros, pessoas da Ásia  e mestiços.

         Uma pessoa branca e uma pessoa negra não se podiam casar. Uma pessoa branca e uma pessoa negra não se podiam sentar na mesma mesa de um restaurante, ou  sentar juntos no autocarro. As crianças brancas e as crianças negras andavam em escolas diferentes. As equipas desportivasb eram compostas por pessoas todas brancas ou todas negras nunca mistas. 

Mandela e Oliver Tambo criaram a primeira firma de advogados negros na África do Sul.  Gente pobre procuravam-nos para pedir ajuda.
         Mandela liderou jovens na ANC. young people in the ANC. Muitos brancos e negros falaram contra o apartheid.
       Mandela admirava Gandhi, que tinha usado o protesto pacífico na Índia. Será que se poderia acabar com o apartheid sem lutas sangrentas? Mas falar era perigoso. Em 1956, Mandela e 155 outros companheiros foram presos por traição. Depois de cinco anos de prisão foi libertado em 1961. 
        Em 1960, o povo levantou-se contra o apartheid, em Sharpeville, perto de  Johannesburg. A polícia disparou e matou  69 negros. O governo culpou  a  ANC, e baniu-a.
       Mandela tornou-se chefe de luta armada, conhecida como   Umkhonto we Sizwe or 'Spear of the Nation'. Era procurado pela polícia, teve que se esconder e viver na clandestinidade.  Pediu ajuda a outros países para a sua luta.
      Em 1961, o Reino Unido deixa a Commonwelth.
        Milhões de pessoas noutros países apoiavam o movimento anti-apartheid. Muitas nações deixaram de negociar com a África do Sul. Grupos desportivos, atores e cantores recusavam ir a este país.
      Mesmo assim o governo recusou mudar. Em 1962, Nelson Mandela foi preso novamente, acusado de sabotagem e intriga contra o governo. Em 1964, com 46 anos, foi condenado à morte.



Mandela foi enviado para a prisão de  Robben Island. Havia outros leaders da  ANC na  prisão, como Walter Sisulu. Oliver Tambo tinha abandonado a África do Sul para ir para o estrangeiro.
       Esteve 18 anos em Robben Island. Fez trabalhos forçados. Tinha direito a uma visita , de seis em seis meses. Foi, mais tarde, transferido para outra prisão.
Mandela tornou-se o mais famoso prisioneiro do mundo. Nunca desistiu. Até os guarda prisionais o admiravam.
       Por fim, em  1988, o governo sul africano começou a mudar. Uma das primeiras alterações teve a ver com a possibilidade de os estudantes negros poderem entrar nas universidades dos De todo o mundo, gritava-se pela liberdade de Nelson Mandela.

Em  1990, o novo presidente da África do Sul, FW de Klerk liberta Nelson Mandela. Mandela e  de Klerk estavam de acordo: fim do apartheid! Mandela apelou aos sul africanos para trabalharem juntos para a paz.

Em 1991, Mandela torna-se  leader da ANC. Nas eleições de  1994 , todos os negros da áfrica do Sul votaram pela primeira vez. A ANC venceu as eleições. Um novo governo tomou posse. Em maio de 1994, Nelson Mandela tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul.
Mandela foi reconhecido em todo o mundo como um grande estadista. Recebeu muitas honras e condecorações.  
Em 1993, Nelson Mandela e FW de Klerk partilharam  o Prémio Nobel da Paz.

       Mandela escreveu um livro sobre a sua luta chamado 'Long Walk to Freedom'.

Casou três vezes. O seu primeiro casamento acabou em 1957. Ele e a sua segunda mulher, Winnie, divorciaram-se em  1996. Aos  81 anos , casou com Graça  Machel.
Nelson Mandela retirou-se como  Presidente em 1999. Desde 2004, desistiu da vida política, para desfrutar uma vida de família tranquila., mas é uma inspiração para o povo de todo o mundo.




               tradução adaptada  acedido em 6 de dezembro de 2013

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Concurso "Dois dedos de texto"

Os alunos interessados em participar no concurso de criação de peças de teatro “Dois Dedos de Texto”, destinado à comunidade escolar de Setúbal, devem entregar as inscrições até ao dia 13 de dezembro.
Trata-se da quarta edição da prova anual de elaboração de textos dramáticos por alunos da rede de escolas do concelho sadino e que se encontrem inscritos entre o 9.º e o 12.º ano de escolaridade.
“Dois Dedos de Texto”, organizado em parceria entre a Câmara Municipal e o Teatro Animação de Setúbal, tem como objetivos a promoção de novos autores dramatúrgicos e a valorização do teatro como instrumento de comunicação.
A formação de públicos, a criação de grupos de teatro escolares e o desenvolvimento nos jovens do domínio da linguagem e da expressão escrita são também aspirações definidas para o concurso.
Os textos dramáticos a apresentar na prova podem ser elaborados individual ou coletivamente, de tema livre, embora tenham necessariamente de ser originais.
A peça deve ter uma duração compreendida entre os 25 e os 45 minutos e entre duas a 15 personagens.
O período de candidaturas decorre até 13 de dezembro, inclusive, devendo os interessados enviar as respetivas fichas de inscrição, disponíveis nesta ligação do sítio oficial da Autarquia e em www.tas.pt, para os endereços gajuve@mun-setubal.ptgabjuventude@gmail.com ou para Gabinete da Juventude de Setúbal, Rua Detrás da Guarda, 26-34, 2900-347 Setúbal.
Os trabalhos a concurso, a entregar até 26 de fevereiro, no Gabinete da Juventude da Câmara Municipal, devem ser disponibilizados em formato de papel e de ficheiro digital PDF.
Os resultados são conhecidos em março e o trabalho vencedor, além de divulgado pela Câmara Municipal, é apresentado como espetáculo, produzido com o apoio técnico e artístico do Teatro Animação de Setúbal.
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif


Concurso LER+ Mar


O Projeto Ler+ Mar resulta de uma parceria estabelecida entre o Plano Nacional de Leitura (PNL), a Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC) e a Aporvela.
Este Projeto desafia as escolas a procurarem estratégias que (re)aproximem as crianças e os jovens da leitura, do ensino básico ao ensino secundário, promovendo o trabalho colaborativo na descoberta de textos em língua portuguesa (de diferentes tipologias e de diferentes épocas), que deverão ser ponto de partida para a criação de projetos originais, que resultem da articulação da leitura com diversas áreas do saber relacionadas com o tema MAR. Os professores assumem neste processo um papel fundamental na orientação dos alunos na articulação e contextualização deste trabalho com os processos formativos de diversas áreas curriculares nos vários ciclos e níveis de ensino.
OObbjjeettiivvooss:: Promover a leitura de diferentes tipos de textos em língua portuguesa; Desenvolver a capacidade de pesquisa e seleção de informação de diferentes áreas do saber, disponível em diversos suportes; Conhecer a importância do mar enquanto recurso a explorar nas suas diversas vertentes; Reconhecer o mar enquanto veículo que liga a língua portuguesa falada nas diferentes partes do mundo, independentemente da sua diversidade temporal e espacial; Estimular iniciativas que cruzem a leitura com as diversas áreas curriculares; Incentivar a criatividade de alunos e de professores no desenvolvimento de estratégias de promoção de leitura junto das comunidades envolventes das suas escolas/ agrupamentos; Promover a literacia dos oceanos junto de alunos e professores, contribuindo para uma sociedade mais informada e sensibilizada para os recursos e potencialidades do mar.

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

A Joaninha enfeitada e a Girafa sarapintada



Quem quer ouvir esta história?
Estou disponível na EB 2,3 de Aranguez, de 2ª a 5 º feira!
À sexta venho para esta EB1!






Acabei de ler esta história na EB1 nº8 Bairro da Conceição aos 2ºA, 2ºB e 3ºB.
Foi o Tiago Chão do 2ºA que ofereceu o livro à BE.
E descobri este blogue

http://artmartolita.blogspot.pt/

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

A História do homem calado

" os habitantes de uma pequena rua vivem muito intrigados com um vizinho que não tem braços e só tem um olho. acham-no até uma pessoa um pouco distante e antipática.
mas quando alguém choca, sem querer, com esse homem tão calado, descobre-lhe um sorriso nunca visto.
afinal, não era nenhum monstro e só estava calado porque os vizinhos não lhe dirigiam a palavra.
depois de muitas visitas, muitos chás e jogos de cartas, todos na rua acabam por se tornar amigos daquele homem que nem sequer era calado, era apenas um pouco diferente dos outros. mas quem não é diferente?"






Esta semana lançamos um desafio:

Descobre este livro na biblioteca e dá a tua opinião sobre


a mensagem transmitida pelo narrador, no facebook ou no 

blogue do CRIAr.

“Um Ato Nobre de Cidadania


"Um Ato Nobre é uma ação realizada em benefício de terceiros, ausente de qualquer interesse pessoal, refletindo o carácter de quem a pratica ao demonstrar integridade, honra e humanidade.”


A professora bibliotecária propôs Raquel Gaspar para a atribuição desta distinção.
Lembram-se do resgate do Asa?



Raquel Gaspar e o Asa


A bióloga marinha Raquel Gaspar que esteve na nossa BE, a relatar o salvamento do golfinho Asa e a apresentar o livro que escreveu "Histórias dos roazes do Sado", enviou-me esta mensagem que coloquei no facebook.
Como muitos de vós não têm acesso a esta rede social, vou deixa-vos  a mensagem e a foto  que me enviou, datada de 2 de setembro de 2013.



 "Acontece que após ter estado aí, o Asa desapareceu..

Havia quem achasse que ele tinha morrido, mas eu sentia que ele estava vivo, pois embora já seja um roaz velho, ele não mostrava sinais de cansaço. Passado cerca de um mês desapareceram da população mais 3 roazes. O caso começou a ficar misterioso. Não podiam ter os quatro morrido assim sem mais nem menos. Entretanto, falaram-me que se avistavam roazes da praia do Meco. Das três vezes que lá fui, vi golfinhos, ao longe... mas houve um dia, ao pôr do sol, que eu gritei: eu vi o ASA! Mas como o queria tanto ver, limitei-me a dar esta informação reiterando a minha possibilidade de  estar enganada. Certo é, que no dia após a cria Sapal ter morrido, o Asa regressou. Nesse dia eu estava de férias e por isso, só saí para o mar na passada quarta feira. Foi então que lhe atirei as flores dos seus meninos. Aqui lhe deixo uma imagem simbólica do momento bem como a imagem do Asa."


sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Quando não estou na BE...

Às vezes, ao fim da tarde a PB vai aprender com outras professoras!




Resendes Ventura





Livraria em Óbidos



Esta é uma “livraria de brincar” na vila de Óbidos, com nome de história e com outras histórias com Bicho no nome. À  janela mora o Pedro, um menino feito boneco muito curioso que convida quem passa a parar um bocadinho para o visitar e a encontrar-se com livros e brinquedos também eles muito curiosos e porque quando se fala em curiosidade ela só cresce, estamos também muito curiosos para ver quem nos vem visitar.

Visitem-na... Eu já lá fui e adorei!
Para mais qualquer coisa que tenha ficado a faltar dizer procurem  aqui http://www.pedroeolobo.com.pt/

Rita Pimenta

Letra pequena online é um blogue (quase sempre) sobre livros para crianças e jovens da autoria da jornalista do Público, Rita Pimenta.
Esteve na nossa biblioteca com as turmas do 7ºA, D e F.
A PB entusiasmou-se e recebeu posteriormente o 7ºE.







Encontro com ...Rita Pimenta



E um livro é composto por...




A sala de aula no século XXI



Ler é viajar!












Ler é viajar!





Ler é delicioso!







Sr. Medeiros


Faleceu o Sr. Medeiros livreiro da Culsete e escritor.
Um Homem que me ensinou muito acerca de livros, de autores  e da vida.
Obrigada, Sr. Medeiros!








Chá com Livros é sempre um sucesso












MIBE em Aranguez