CRIAR

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Raquel Gaspar e o Asa


A bióloga marinha Raquel Gaspar que esteve na nossa BE, a relatar o salvamento do golfinho Asa e a apresentar o livro que escreveu "Histórias dos roazes do Sado", enviou-me esta mensagem que coloquei no facebook.
Como muitos de vós não têm acesso a esta rede social, vou deixa-vos  a mensagem e a foto  que me enviou, datada de 2 de setembro de 2013.



 "Acontece que após ter estado aí, o Asa desapareceu..

Havia quem achasse que ele tinha morrido, mas eu sentia que ele estava vivo, pois embora já seja um roaz velho, ele não mostrava sinais de cansaço. Passado cerca de um mês desapareceram da população mais 3 roazes. O caso começou a ficar misterioso. Não podiam ter os quatro morrido assim sem mais nem menos. Entretanto, falaram-me que se avistavam roazes da praia do Meco. Das três vezes que lá fui, vi golfinhos, ao longe... mas houve um dia, ao pôr do sol, que eu gritei: eu vi o ASA! Mas como o queria tanto ver, limitei-me a dar esta informação reiterando a minha possibilidade de  estar enganada. Certo é, que no dia após a cria Sapal ter morrido, o Asa regressou. Nesse dia eu estava de férias e por isso, só saí para o mar na passada quarta feira. Foi então que lhe atirei as flores dos seus meninos. Aqui lhe deixo uma imagem simbólica do momento bem como a imagem do Asa."